28 agosto, 2008

Humor Espresso


20 agosto, 2008

Alô da Bélgica


Mais uma matéria internacional sobre cafés e seus hábitos agora, direto da Bélgica. Enviada pela também, amiga dos tempos de FGV...fala ai Ivna....

"Para a surpresa de alguns, a Bélgica – conhecida como a terra da cerveja - é muito representativa também para os amantes de um outro produto saboroso, o nosso café de cada dia. Aqui, sua torrefação é tão importante quanto à fabricação da cerveja, o incontestável patrimônio nacional. Assim como a cerveja que se apresenta em diversos sabores e cores, o café segue o mesmo caminho.

Os produtores criam suas próprias misturas, adaptando-se ao gosto da região e ao dos consumidores. Essa diversidade se dá ao porto de Antuérpia, uma das principais passagens para importação do produto e também ao amor dos belgas na busca incessante por um café de qualidade. Existem aqui, tradicionalmente nos bares, dois tipos de cafés, o café normal (numa xícara grande) e o espresso, que não preciso dizer o tamanho...E ainda tem um espresso que eles chamam de "apertado". Quando o café chega à mesa, tem praticamente algumas gotinhas...E só para dar um gostinho na boca...Com o café, vem servido também um biscoitinho – o speculoos, típico belga bem açucarado por sinal – ou outros tipos de docinhos finos ou chocolatinhos. E ainda : o açúcar e o leitinho apresentado numa cápsula pequena. Eu particularmente não gosto desse leitinho porque é frio, mas...tem gente que gosta. Por isso, peço sempre o capuccino, se não, sem chance de ter o leite quente no café.
Se quiser café com creme, faça o pedido assim : por favor, um café com chatilly.

Um dos cafés mais apreciados é o café Liégeois feito com uma ou duas bolas de sorvete de café, calda de caramelo, uma xícara de café expresso bem quente e duas colheres de chantilly batido. Hummmm!
Estão aqui presentes também - e não poderia ser diferente no país que abriga a capital da Europa - marcas conhecidas da gente como o Illy, Segrafedo, Lavazza. Quem tem entrado agressivamente no mercado com uma loja muito charmosa situada no melhor endereço de Bruxelas e a Nespresso. É um lugar para ser visto e desfilar...Aqui, existem muitos e muitos bares de café como em Paris. È muito charmoso tomar um cafezinho admirando as diferentes Grand Places com suas construções históricas.

Como moro em Bruxelas, meu programa favorito é a Grand Place para saborear meu café com tortas maravilhosas. Mas afinal, o que é que o belga prefere mais, o café ou a cerveja? De acordo com algumas instituições do país do setor de alimentação e bebidas, em 2005, os belgas tomaram uma média de 136,1 litros d’água mineral, 124,9 litros de café, 120,2 litros de bebidas refrescantes e finalmente 92,5 litros de cerveja. Em comparação com o ano anterior, o consumo de água, bebidas refrescantes e café vêm aumentando. Já a cerveja e o vinho diminuíram ano após ano." Ivna.


11 agosto, 2008

Harmonização entre blogs = Prato+Vinho+Café


Vejamos...esta oitava harmonização entre blogs foi como a última, inovadora!
Na harmonização anterior, tivemos uma cerveja no lugar do vinho. Nesta tivemos ao final um café indicado por mim.

O prato: ótimo o ragú com polenta. Segundo, minha esposa “você deve ter errado em alguma coisa....” porque está bom demais!! :o)) Acredite, isso é um elogio! :o)
Fiz pequenas adaptações, inclui louro durante o cozimento de 3:30 horas. Adicionei 100 ml do vinho e sementes de mostarda. Fiz isso, após a casa se perder em um só aroma...da canela!

O vinho: O Salton Desejo ficou uma hora aberto sobre refrigeração! Bela cor bordô intensa e aveludada. Na boca, o aveludado é presente e senti notas de tabaco.

Harmonização: positiva e perfeita. O uso do próprio vinho na receita ajudou no casamento entre vinho e prato.

O Café: Ghini tem boa acidez (isso é bom), retrogosto presente porém, não persistente....final notas adocicadas. Segundo o fabricante, as principais características deste café são: "grãos arábica, produzido em fazendas certificadas pela Rainforest Alliance e que situam-se em regiões com altitudes superiores a 1.000 metros, onde os grãos amadurecem lentamente proporcionando um café de aroma intenso, encorpado, suave acidez cítrica e finalizando lembrando nozes e chocolate".
Usei uma cafeteira italiana, não foi a ideal. Farei uma degustação usando uma cafeteira globinho....coming soon :op

Vocês podem também conferir nos blogs: Le vin au blog, Gourmandise, Enoteca, Sabor e Amusebouche, que também participaram desta harmonização.

No geral, foi interessantíssimo tal experiência prato+vinho+café..só ficou faltando “a conta” para termos a sensação de estarmos num bom restaurante :o) Até a próxima!

08 agosto, 2008

Hilariante!


Cafeteria em Tokyo. Parece saída da fábula "Alice no país das maravilhas"!
Pergunto: E se chove? Será que fornecem guarda-chuvas em formato de colher? :o)

01 agosto, 2008

Antico Caffé Greco - Roma



Quando viajo sempre procuro saber antes se a cidade, tem algum café(teria) para visitarmos. Em Fevereiro último, em Roma, não foi diferente.

Entre a Piazza di Spagna e a Via del Corso, está a Via dei Condotti. Rua famosa, uma das mais ricas de Roma, onde ficam várias lojas de estilistas famosos e onde fica o Café Grego, Um dos mais antigos cafés literários de Roma, fundado em 1760 por um grego, e freqüentado por escritores, artistas e filósofos, tais como Goethe, Andersen, Stendhal, Berlioz, Leopardi e D'Annunzio (que viveram no mesmo prédio) e Stendhal que também morou na mesma rua.

O Papa Leão XII, em 24 de Março de 1824, nem faz tanto tempo assim, proibiu os cidadãos de entrarem no café. Estariam sujeitos se o fizessem, a três meses de cadeia. Essa proibição soou tão impopular, que o dono do café continuou a servir através de uma janela. Dentro do café há uma sala longa e estreita, chamada ônibus, onde há retratos de pessoas famosas que freqüentavam o lugar. Mais atenção, caso queira sentar-se em uma das mesas, prepare o bolso, pois os preços disparam.

A dica fica para o balcão antes do salão. Ali, o único inconveniente é beber seu espresso em pé ou sentado em uma grande poltrona! O tiramisú vendido no balcão logo na entrada, é digno de saudades! ;O)