28 julho, 2009

Coffee Break de Mercedes-Benz


Lendo a 4Rodas do mês de Agosto me deparei com uma tecnologia inusitada, instalada nos novos Mercedes série E-class/2009. Em resumo, o sistema visa evitar que o motorista durma enquanto dirige. Depois de um certo tempo dirigindo por longos períodos, o sistema emite um aviso sonoro e estampa no painel um ícone de uma xícara de café. Assim, o sistema “convida” o motorista a fazer uma pausa para um café - coffee break!
Agora, fico aqui imaginando quanto tempo irá demorar a Starbucks patrocinar tal ícone! ;o)

Fonte: 4Rodas/ago/09

20 julho, 2009

1a harmonização entre comentaristas de blogs

Esta foi a primeira "enocafeinicagastronomica"-harmonização entre comentaristas de blogs. Carlos Reis gosta de comentar blogs como: Enoeventos, Le Vin au Blog e Enoteca. Já eu, os mesmos blogs que o Carlos, além do Primeira Xícara e Gourmandise.

O espressa-mente! ficou responsável pela parte "sólida" da harmonização, isto é, a escolha e confecção do prato e Carlos pela parte 'hidráulica"...... as bebidas! :o)

O prato: Risotto de carreteiro com charque de cordeiro dos Pampas, acompanhado de baby cebolas caramelizadas.

Os Vinhos: Iniciamos com um branco Tabalí, depois fomos para um tinto Malbec ROBLE que nos acompanhou durante o preparo do prato. Carlos escolheu para o jantar, o tinto português do DOURO, ideal para acompanhar caças. Bom equilíbrio entre o prato e o vinho.

A sobremesa: exótico pudim Maria mole com calda de maracujá..acompanhado por um vinho botritizado da Catena Zapata. Para mim foi uma novidade e grata surpresa, já que nunca havia bebido este tipo de vinho e muito menos harmonizado com sobremesa....no máximo, eu bebia um Porto. Ótima experiência!

A harmonização: O charque de cordeiro veio diretamente do Sul (www.cordeiropedrasaltas.com.br/). Depois de dourá-lo junto com a linguicinha defumada, adicionei o arroz e dei uma leve fritada no trio e joguei uma bela dose de cachaça para o amido se desprender do arroz! A cachaça, também conferiu ao cordeiro um sabor ainda mais adocicado. Logo após, veio o caldo básico e ao finalizar, tomatinhos cereja, salsinha, cebolinha e pimenta do reino! Tudo isso numa bela caçarola Le Creuset..perfeito!

E claro, fechamos com um Ne$pre$$o “Pure Origin”, Rosabaya de Colômbia, intensidade 6 e servido na forma de Ristretto. Não sou muito fã da Nespresso mas que chama a atenção imediatamente pela bela apresentação, a isso chama! Porém, continuo implicando com pires de plástico!

07 julho, 2009

Rubro Café: poderia ser melhor!

Acompanho o Rubro desde a sua primeira loja no Centro. Depois veio a do Rio Design Barra e em seguida a do BarraShopping (que faleceu pela equação aluguelxmovimento!). Na verdade, acompanhei muitos movimentos no Rubro...atendente que virou barista e depois gerente! Também acompanhei a chegada do moinho Mahlkönig e de uma La Marzocco Linea usada à loja do Centro (hoje só sobrou o moinho..a máquina infelizmente se foi!). Certa vez, acompanhei até a reunião do Aranha com o designer sobre as novas embalagens do café moído/grãos. Então me sinto quase "um sócio"...:o) E portanto, bem à vontade em falar!!!

Para início de conversa R$ 4,00 por um macchiato é um acinte!

Temos ai na foto à direita, um macchiato (ou seria assalto?:o), à esquerda, um ristretto por R$2,80 bem tirado...ponto e para-se por ai! Ambos estavam sem aroma e com amargor elevadíssimo. É uma pena, poderiam ser bem melhores.....com certeza! O financier que acompanha antigamente do Le Pain era beeeem melhor que os hidrogenados de hoje. Já as xícaras são Ganzarolli que apesar de pesadas, eu gosto.
Por que não servir nas lojas um grão especial, numa torra mais clara, uma peneira superior? Fora que o Rubro Café tem potencial para melhor grão (Ipanema Coffees do sócio Arminio que nos diga!) e melhor máquina...ah i$$$$o eles têm!

01 julho, 2009

"Prosa pro café!"